Capa do vídeo
Capa do vídeo

Educação

Seduc MT

MT 010

Meneguini - Gcom-MT

POLÍCIA CIVIL

GCom MT

Jackson Regis

Copa Brasil de Karatê Esportivo

Sael-MT

Campeonato Estadual

Divulgação - Tibanaré

Cortejo cênico-musical

GCom-MT

 8º Fórum Mundial da Água

Da Assessoria

Termo de cooperação técnica

Seduc MT

Proposta de Política de Educação para o Imigrante

Gcom MT

Prevenindo a população

Pequi de Ouro

O exemplo de Amanda Borges Matos

Um dos esportes mais praticados do mundo, o xadrez exige capacidade de concentração, velocidade de raciocínio, memória e pensamento estratégico. Amanda Borges Matos, a adolescente de 14 anos, campeã brasileira de xadrez na categoria sub 14 dos Jogos Escolares da Juventude, transmitiu seu conhecimento sobre o esporte a 17 crianças e adolescentes do projeto Rede Cidadã. “Toda decisão que se toma no jogo pode ser ruim ou boa. E na vida também é assim. Dependendo das decisões que tomamos, teremos consequências boas ou ruins”, diz ela. A atitude da jovem em levar sua experiência em campeonatos Brasil afora é vista como exemplo a ser seguido, deve inspirar outras pessoas, além de ser estendido à comunidade de forma geral, fazendo chegar principalmente, às crianças mais carentes de atividades recreativas e lúdicas. Atitudes assim, auxiliam o desenvolvimento cognitivo das crianças, além de contribuir para que se reconheçam cidadãos capazes de fazerem a diferença na sociedade.

Pequi Roido

Plano Nacional da Educação

O Plano Nacional de Educação (PNE) completa dois anos. De acordo com a norma, a esta altura, o Brasil já deveria ter definido um custo mínimo para garantir a qualidade do ensino no país, uma política nacional de formação para os professores e, até o final do ano, estar com todas as crianças e jovens de 4 a 17 anos matriculados nas escolas. No entanto, a realidade não é essa. O PNE – Lei 13.005/2014 sancionada na íntegra pela presidenta afastada Dilma Rousseff em 26 de junho de 2014 – ainda não saiu completamente do papel. Para o cumprimento integral do plano até 2024, o Brasil teria até hoje (24) para definir estratégias consideradas fundamentais, já que a lei data de 25 de junho. “Infelizmente, não vamos cumprir as metas para o segundo ano, em um cenário em que o plano está escanteado. Não é só por política ou crise econômica, não se vê dos governantes nenhuma disposição em colocar o PNE como prioridade”, diz o coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara.

Acesse à Matoteca

Livros

Enquetes

Qual deve ser a prioridade de Governos em 2016?

Saúde
Educação
Segurança pública
Infraestrutura viária
Assistência Social
Não sei

Últimas Notícias